sexta-feira, 24 de junho de 2011

Corpus Christi

Não sou católica, mas isso não me impede de apreciar a beleza das tradições. Ontem, dia 23 de junho foi dia de Corpus Christi, dia mais conhecido na cidade como dia da Festa do Asilo, mas, antes da tal festa, acontece uma missa e depois o Santíssimo é levado lá do local da missa até a igreja que fica dentro do asilo e esse percurso é feito todo sobre um tapete que as pessoas preparam desde o dia anterior.

Eu nunca tinha acompanhado nem visto o tapete pronto, apesar de, durante toda a vida, ter morado há duas quadras do asilo. Nesse ano, mesmo morando bem mais longe, decidi que iria acordar cedo, fotografar o tapete e ver o Santíssimo ser levado. Conhecer a tradição de perto, acho que é a proximidade da separação que tem me feito me interessar mais pelas coisas da cidade!!!

É um caminho longo. Acredito que umas 15 quadras. Confesso que desconheço o significado da tradição, mas as fotos estão ai para serem vistas e bem legal ver a emoção das pessoas.

E, enquanto eu via a procissão passando, agradeci mesmo a Deus por morar em um país onde todos podem expressar sua fé da forma que bem entendem e que qualquer outro, independente de suas crenças, sua religião, ou a ausência dela, pode estar ali ao lado, apreciando ou até em casa indiferente, sem que esse seja um motivo para qualquer tipo de desentendimento!!!





























Beijos e sendo hoje sexta-feira (para nós feriado prolongado) bom fim de semana!!!
Fefa Rodrigues

2 comentários:

Fernanda Cristina Vinhas Reis disse...

Oi Fefa!

Adorei as fotos, estão lindas! Também não sou religiosa, mas admiro as demosntraçãoes de fé das pessoas. E, para ver como essa tolerância no Brasil é legal, ontem, além de ser Corpus Christi, também teve Marcha para Jesus, dos evangélicos aqui em SP, e domingo tem a parada gay. Feriado bem eclético!

Beijos e bom fim de semana!


Tais Oliveira disse...

Oi Fefa..então a uqe horas você acordou para tirar essas fotos lindas??!!

Porque a hora que eu fui já não tinha nenhum pó de serra para contar história..haha

Bjus