sábado, 28 de maio de 2011

O Hobbit – Tolkien

“Numa toca no chão vivia um hobbit.”

Detalhe da Capa
Dizem que um dia Tolkien estava corrigindo provas de seus alunos e, ao se deparar com uma folha em branco, ele teria escrito essa frase e assim teria nascido a Terra Média e todas as aventuras que, no início, eram apenas histórias que ele contava para fazer os filhos dormir.

Depois de ter lido O Senhor dos Anéis e Contos Inacabados, ganhei O Hobbit, da minha sobrinha Dani, outra Apaixonada por Papel (é, esse é um mal de família) e li rapidinho. Adorei!

O livro, que já está se tornando filme, conta a história de Bilbo Bolseiro, o tio do Frodo, um hobbit pacato e pouco aventureiro que leva sua vidinha tranquila no condado até o dia em que Gandalf bate à sua porta e o convida para uma missão: roubar o tesouro de Smaug, o magnifico.

Adoro esses mapas!!!
Bilbo, que a principio não quer deixar sua rotina, acaba por embarcar nessa aventura que o levará a conhecer um mondo novo e que vai mudar toda a sua vida, até encontrar o Um Anel. Essa obra, apresar de ser bem mais curta e parecer um pouco mais infantil, tem a mesma qualidade de O Senhor dos Anéis, cheio de magia e de situações que parecem irremediáveis, mas que a esperteza de Bilbo consegue resolver.


O livro faz a gente pensar sobre as oportunidades que a vida nos dá de sairmos de nosso mundinho confortável pra conhecer o que há do outro lado da janela.

Pensando nisso, me lembrei de uma cena de O Senhor dos Anéis – A Sociedade do Anel, quando os quatro hobbits estão deixando o condado e no final de uma grande plantação Sam para, olha para trás e diz “eu nunca estive tão longe de casa”.

Depois daquele passo que o levou pra tão longe de casa ele viveu muita coisa, passou por momentos difíceis ao lado de Frodo, mas, como um portador do Um Anel, se tornou imortal.

Smaug, O Magnífico
Ele poderia não ter dado aquele passo, ele poderia ter ficado seguro no condado e talvez não haja nada de ruim nisso, uma questão de escolha... ele não teria que ter enfrentado o medo em Moriá, a fome e o cansaço da jornada... e até mesmo a desconfiança de Frodo. Mas ele deu o passo. E eu, quando tiver a oportunidade, também darei o passo!

Bem, divagações a parte, quem gostou de O Senhor dos Anéis não pode deixar de ler esse livro que ajuda a entender melhor a Terra Média e como Eustáquio foi se tornar um dragão... ôpa! Mas essa já é outra história ;o)

Ah, e dá pra aproveitar e ler antes que o filme chegue na telona, é sempre mais legal assistir depois de ter lido! E pra incentivar ainda mais a leitura, ai vai o comecinho do livro:

“Numa toca no chão vivia um hobbit. Não uma toca desagradável, suja e úmida, cheio de restos de minhocas e com cheiro de lodo; tampouco uma toca seca, vazia e arenosa, sem nada em que se sentar ou o que comer: era a toca de um hobbit, e isso quer dizer conforto."




Só pra finalizar, dá uma olhadinha nessa foto ai em cima. Eu passo por essa árvore todo santo dia na hora do almoço e toda vez eu me lembro daquela frase do início do livro. Diz ai se essa não seria uma morada perfeita pra um hobbit, um duende ou um fauno, heim?!?!

Beijos e boa leitura!!!
Fefa Rodrigues




4 comentários:

morettteeeeee disse...

eu quero leeeeeeeeeeeeer esse tb =)

Fefa Rodrigues disse...

Má, vc sabe que meus livros estão todos à sua disposição!!!

Já falei que vc pode passar aqui e escolher oq vc quer levar!!!

:o)

Fernanda Cristina Vinhas Reis disse...

Oi Fefa!

Eu adorei esse livro, só tem um probleminha: me dava um sooono...Tolkien acertou ao escrever para os filhos dormirem:)Mas vou reler antes do filme, com certeza! A árvore é linda mesmo!

Beijos,

Fernanda

Tais Oliveira disse...

HA EU SIMPLISMENTE AMO HISTÓRIAS ASSIM...VIAJO E VOLTO A TER A IMAGINAÇÃO DE UMA CRIANÇA!!

ACHO QUE VOU QUERER EMPRESTAR SEU LIVRO?POSSO?

PARABÉNS FÊ!!!