segunda-feira, 29 de setembro de 2014

O Substituto


“Eu nunca me senti tão imerso e ao mesmo tempo tão desapegado de mim e tão presente no mundo.”
Albert Camus


Esse filme é de 2000 e eu só descobri sua existência por conta de uma postagem no face com uma cena do filme. Adorei a cena porque falava sobre a importância da leitura na nossa vida como único meio para evitar o emburrecimento endêmico de nossa sociedade. Então ontem, durante uma chuvosa tarde de domingo, vi o filme pelo youtube e digo que vale a pena assistir.

O filme conta sobre as três semanas em que o professor Barthes irá atuar como substituto de uma turma de adolescentes desinteressados e claramente emburrecidos. Entre as cenas do filme, aparecem algumas ilustrações, e uma das que mais me chamou atenção foi a cena de adultos “encoleirados”, sendo guiados por suas crianças.

O filme me deu uma sensação bastante opressiva. Ver aqueles adolescentes sem perspectiva, não por falta de condições econômicas, mas por falta de ambição, e ver adultos que se preocupavam apenas com a desvalorização dos imóveis do bairro por conta da queda da pontuação da escola nos testes quase me fez chorar.

Indiferença. Esse é o ponto principal do filme. A indiferença de professores, dos pais, dos alunos, e da sociedade.

Em certo momento, uma dos professores disse uma frase que vai ficar guardada comigo: “É fácil, é muito fácil não se importar, mas é preciso coragem e caráter para se importar”.  

Sinceramente, quando vejo filmes assim, fico me perguntando se há solução, se é possível mostrar para a sociedade e para os jovens especialmente, que há muito mais na vida do que a TV e a cultura pop oferece.


Vela e pena ver. 

Fefa Rodrigues

Um comentário:

Fernanda Cristina Vinhas Reis disse...

Oi Fefa!

Welcome to my life! Dar aula para adolescentes é bem assim mesmo. Tem exceções, claro, mas uma boa parte deles é assim mesmo, indiferente a tudo, sem educação nenhuma e recolhidos no mundinho alienante do iPhone, black berry, etc. Triste, mas é uma realidade com a qual eu me deparo todos os dias.

Beijo!



PS: eu adorei o pedacinho do filme que vc postou no FB, muito legal mesmo.