quinta-feira, 15 de novembro de 2012

É necessário ter coração, mas é essencial ter juízo


Não faz muito tempo, um amigo me disse uma frase que havia ouvido de um de seus professores da pós-graduação, e que era mais ou menos assim: "quem não foi comunista antes dos 30, não tem coração, quem continua sendo depois dos 30, não tem juízo". Essa frase me veio à mente nessa semana em duas ocasiões, quando parei para pensar como é bom que o inconformismo seja algo típico da juventude e de toda a paixão que move os mais novos. Porém, estas mesmas situações me levaram a lembrar daquela frase porque a vida e as decisões e, acima de tudo, a forma de se conduzir, ainda que quando jovens, não podem ter por base apenas a emoção, não podem ser apenas passionais, não é apenas necessário, mas é fundamental, um pouco de razão em tudo isso. 

O que me fez pensar sobre isso foi ver uma escola aqui da cidade, muito antiga e recém restaurada, com seus muros todo pixados. O que mais me chateou não foi o fato daqueles muros que tinham acabado de receber tinta terem sido rabiscados, mas o fato de eu ter identificado a pixação. É que, já faz tempo, que eu tenho reparado e admirado as frases interessantes, frases que provocam, que levam a pensar, que um certo garoto (ou garota) tem espalhado pelos muros da cidade. A cada nova frase que eu encontrava por ai, com aquela caligrafia própria eu pensava: "tá ai alguém que pensa e faz pensar", até que reconheci a tal caligrafia nos muros da escola. Ao pixar a escola e demonstrar tamanho desrespeito com o patrimônio histórico e cultural da cidade, tal pessoa mostrou, com seu mal exemplo, que suas palavras talvez sejam apenas palavras, ou ainda que, apesar de todo o seu inconformismo, ainda está agindo com a emoção e por isso acabou por cair no mesmo erro que é objeto de suas tão duras criticas. Portanto, só posso concluir que lhe falta um pouco mais de razão. 

Outro fato que me levou a pensar sobre essa questão foi uma manifestação contrária ao atual prefeito municipal que eu vi acontecer nesta semana. Acho digno e essencial que as pessoas, e sobretudo a juventude, se interessem pelo que acontece na sua cidade, que exijam o que lhes é de direito, que busquem cobrar dos governantes e de seus representantes, contudo, fazer algazarra sem conteúdo, sem conhecimento dos fatos e, principalmente, sem respeito àquelas pessoas que dedicam seu dia, seu esforço e seu profissionalismo à cidade, é, como eu disse acima, apenas um monte de palavras que não levam a nada, apenas emoção sem razão, pois tocar pandeiro e repetir frases feitas e de efeito em frente a um órgão público não é fazer uma revolução e, portanto, não vai mudar nada.

Eu realmente gostaria de ver a juventude deste país agindo em benefício da coletividade, mas, para que isso aconteça, para que não sejam mais um bando de "caras pintadas" manipulados por uma rede de TV, é necessário temperar a paixão com grandes doses de razão, razão está que vem pelo conhecer e se amolda pelo respeitar. É necessário ter coração, mas é essencial ter juízo.

Beijos,
Fefa Rodrigues

7 comentários:

Fernanda Cristina Vinhas Reis disse...

Oi Fefa!

Sabe que senti a mesma coisa no começo do ano, quando retornando a mias um ano letivo na faculdade, cheguei e vi o prédio todo lindo, recém-pintado, com carteiras novas, lindo. Não durou duas semanas. Logo apareceram pixações na parede ao lado do centro acadêmico. Isso num lugar supostamente de pessoas esclarecidas, e que poucos meses antes, protestavam com fervor em favor dos funcionários. E os pintores, que trabalharam com afinco para poder terminar tudo em 3 meses, durante nossas férias? Eles não merecem o mesmo respeito?

Como você disse, não passam de palavras vazias, porque no fundo, ninguém quer realmente quer se por no lugar do pintor, e repintar a parede. Muito triste isso.

Beijos!

Dora Delano disse...

tendo achar que ser jovem é ser ousado e a ousadia acompanha o erro em 90% dos casos. A linha tênue que separa o transgressor subversivo do simples baderneiro nem sempre é assimilada. De alguma forma ainda prefiro quem se incomoda, quem reclama, quem questiona, ainda que erradamente no muro de uma escola a passividade reacionária. Pq vc nao escreve uma carta a essa pessoa? Uma carta aberta num jornal, nao sei.

Fefa Rodrigues disse...

Dora, não sei... pode ser uma boa idéia... tenho um pouco de receio das consequencias hehehe... tbm gosto da atitude dele, mas ver a escola daquele jeito foi triste!!

Blog da Vida disse...

Estou começando e espero contar com sua colaboração!
Obrigada.
Belo blog =)

Fernanda Cristina Vinhas Reis disse...

Oi Fefa!

Passei pra dizer que tem selinho e meme pra você lá no blog.

Beijos!

Dora Delano disse...

tive que passar aqui agora que terminei o 3 livro do GAME OF THRONES! Estou embasbacada com a capacidade do homem em criar suas tramas....

Gabi Castro disse...

Hey! Passei aqui rapidinho para dizer que tem selinho e meme para você lá no meu blog!
Xerus
Bibi http://abrindooslivros.blogspot.com