sexta-feira, 28 de setembro de 2012

Sobre a Luz e a Escuridão

Certa vez li uma frase, não me lembro bem onde, que dizia “Quando estiver na luz, lembre-se do que aprendeu na escuridão”. Hoje, essa frase me veio à mente enquanto eu limpava minha caixa postal e encontrei quatro e-mails que eu recebi da Nancy, há muito tempo, e que eu lia diariamente numa época em que eu não tinha nada, a não ser uma pequena gota de esperança bem lá no fundo da alma.

Eu reli aquelas mensagens, e então me lembrei de uma pequena agenda onde eu colava mensagens que eu encontrava, para reler sempre que a escuridão me tomava naqueles tempos, e como foi interessante reler aquelas palavras que eu li tantas e tantas vezes, e pensar nelas agora sobre outro ponto de vista.

Naqueles anos de sombras eu só tinha a esperança, a espera por compnaheira, mas hoje, eu posso dizer – e o digo para incentivar todos aqueles que ainda estão esperam -, que Aquele que Se Lembra realiza sim, muito mais do que pedimos, muito mais do que imaginamos, mesmo quando algumas coisas saem diferentes do que planejamos.

Hoje, enquanto relia aquelas mensagens, pensei que seria bom voltar no tempo e dizer para aquela Fernanda que não se sentisse tão mal, que aproveitasse mais o tempo sendo feliz e que deixasse a esperança superabundar no peito porque viria o dia em que a escuridão acabaria, e a luz brilharia tão forte, que algumas vezes é até difícil de acreditar. 


Beijos,
Fefa Rodrigues.

3 comentários:

Fernanda Cristina Vinhas Reis disse...

Fê, vou citar uma frase do Dumbledore:

Felicidade pode ser encontrada mesmo nos lugares mais escuros, basta lembrar-se de acender a luz.

Beijos!

Nadia V. disse...

"Se choras por não poder ver o sol, as lágrimas não te deixarão ver as estrelas." :)
Beijo.

Dora Delano disse...

um brinde a nossa teimosia e mania de achar que sempre sabemos o que é melhor para gente! Se não fossem esses momentos, não teríamos o alívio de saber que fazemos parte de um plano maior.

bjo bjo