segunda-feira, 17 de setembro de 2012

O Corvo


Meu fim de semana foi bem cinematográfico! Depois de Sombras da Noite no sábado, aproveitei o domingo para assistir a O Corvo. Quando vi pela primeira vez esse filme, pensei que era um remake daquele outro O Corvo, do Brandon Lee, só depois fui descobrir que se tratava, na verdade, de uma história sobre os últimos dias de vida do escritor Edgar Allan Poe. 


Primeiro preciso confessar minha completa ignorância tanto sobre a obra do escritor – já que nunca li nada dele -, como sobre sua biografia, então, não tive como saber o que era realidade e o que era ficção na história. Mas, vamos lá.

O filme começa com um horrível assassinato em que a polícia não consegue entender como o assassino fugiu da cena do crime, até que o detetive Emmet chega ao local e percebe que uma das janelas, apesar de fechada com pregos, dispunha de um dispositivo secreto para sua abertura. O investigar logo associa aquele crime a uma das histórias do escritor e o convoca para ajudá-lo nas investigações.

Doutro lado, vemos um Poe que está em sérias dificuldades financeiras, abusando do brandy, passando por uma crise de criatividade, com suas constantes explosões de ira, mas apaixonado por Emyle, a filha de um ricaço, que corresponde a seu amor.

A partir daí, o escritor genial, mas assombrado por suas dores, e o detetive destemido e corajoso vão trabalhar juntos para encontrar o assassino que mata inspirado pelos contos de Poe e a cada novo crime deixa uma pista sobre o próximo. Os dois têm que correr contra o tempo, já que o assassino tem em suas mãos o bem mais precioso de Poe.

Gostei especialmente do detetive Emmet, muito lindo!! Gostei do final do filme também, original! :o)

O filme tem um clima sombrio, e um ritmo bem legal e acredito que se eu conhecesse melhor a obra do escritor eu teria aproveitado melhor. Outro filme bem legal que vale a pena ver!!!

Beijinhos,
Fefa Rodrigues

4 comentários:

Fernanda Cristina Vinhas Reis disse...

Muito legal, né?

Eu também não sou muito ligada na obra dele, só li uns contos, mas algumas coisas deu pra pegar.

E um dos policiais vai fazer o Ralf (argh!) de Mundo sem fim. falando nisso, te mandei o trailer? É muito bom, já fiquei com água na boca! Se não te mandei, me fala, eu te mando pelo twitter.

Beijos!

navirj disse...

Eu li alguns contos dele, mas não assisti ao filme ainda não. Vou conferir.
Beijo, Nadia

Fernanda Cristina Vinhas Reis disse...

Oi Fefa! Te mando sim, pode deixar. Olha no seu twitter. Eu tb tõ louca pra Inverno do mundo. Tô participando do sorteio do Skoob, Nunca ganho essas coisas, mas não custa nada tentar ;D

beijos!

navirj disse...

Oi, Fefa. Tudo bem? :)
Olha, eu baixo tudo na internet. Eu baixo sem legenda ou com legenda em inglês quando é um filme de outra língua, mas se procurar bem e com alguma sorte, você acha muita coisa com legenda em português ou baixa a legenda em português separada. Da trabalho, mas depois que me acostumei ficou viciante porque tem de tudo. Até mesmo séries e filmes antigos que não acho em lugar nenhum. Eu uso o torrent.