sexta-feira, 22 de junho de 2012

História Fascinante - A Fuga em um Balão

Os Romances Históricos ocupam a maior parte das minhas prateleiras. São livros que unem minhas maiores paixões: literatura e história. Me apaixonei pelos livros desde minha primeira leitura - O Outro Lado da Ilha - e acredito que nasci amando história. 

O que mais me fascina em estudar história é me imaginar ligada a pessoas que viveram há tanto tempo, pensar que atos praticados há centenas de anos ainda influenciam nossa vida e, encontrar em museus, na arquitetura, ou em um antiquário, provas de que a vida foi mesmo daquele jeito que os livros dizem que foi.

Sonho um dia ter uma coleção de moedas antigas e de medalhas da II Guerra. Tocar objetos assim fazem meu coração saltar, de verdade, e sempre que visito um museu, sinto aquela leve falta de ar, como quando via o Davi em nosso primeiros dias, ou como quando o vejo depois de uma semana separados - sintomas da paixão. 

Há algum tempo tenho a oportunidade de me dedicar a estas paixões e, decidida a levar isso a sério, tenho comprado livros sobre o momento histórico que mais me cativa, a II Guerra. Então, para entender bem esta fase histórica, comecei a ler um pouco sobre os conflitos anteriores que acabaram por influenciar o rumo dos acontecimentos e lendo um pouco sobre a Guerra Franco-Prussiana, me deparei com um acontecimento, no mínimo interessante, que deve ser de conhecimento de muitos que por aqui passam, mas que eu desconhecia. Um fato que chega a ser engraçado e que bem poderia ter sido uma cena de um livro do Jô Soares, em que a gente leria e pensaria "Só o Jô para ter uma idéia assim".

Após a Batalha de Sedan, o exército prussiano cercou Paris, que resitia fortemente. Como o Imperador Napoleão III havia sido capturado após sua rendição, a resistência francesa prosseguiu sob o governo de León Gambetta. Léon precisava reorganizar o exército e a estratégia para libertar a cidade, mas para isso ele tinha que deixar Paris, o que era impossível devido ao cerco. Então alguém (quem?) teve uma ótima idéia, o primeiro-ministro poderia deixar a cidade pelo céu, fugindo em um balão, e foi o que ele fez.


Agora, a melhor parte de se conhecer a história. Além de imaginar quem é que teve a tal idéia, e como ele pensou nisso - algo bem incomum, não acham? Imaginem os soldados prussianos, acampados ao redor de Paris, de repente olham para o céu e vêem um balão deixando a cidade, um exército de centenas de milhares de homens vendo o lider contrário fugir dali sem que eles pudessem fazer nada. Imaginem aqueles homens gritando, apontando para o céu e xingando, Bismarck então, sai de sua tenda para ver o motivo de tanto alvoroço, olha para a direção dos dedos apontados e vê um balão cruzando o céu. 

A história, além de fascinante, pode ser engraçada também, não é mesmo? Fugir em um balão não parece uma atitude das mais elegantes, mas foi assim que aconteceu.

Apesar da engenhosa fuga, o exército prussiano era maior e mais bem equipado e, como sabemos, a França perdeu a guerra, teve que pagar uma indenização gigantesca e seder a Alsácia e a Lorena para o Império Alemão e, depois de pouco mais de 30 anos, a ferida ainda não havia cicatrizado, e a morte do herdeiro do trono austro-hungaro foi o estopim de um novo conflito, mas isso já é outra história!

Beijos, bom fim de semana e boas leituras!!
Fefa Rodrigues


9 comentários:

Fernanda Cristina Vinhas Reis disse...

Que legal! História é fascinante mesmo. Imagina só presenciar isso...deve ter sido bizarro...

GoT...Robb e Talisa...foi perfeito, né? Eu também tinha a impressào que ele meio que casa com ela no livro por obrigação, mas mesmo assim, acho que ele gostava mesmo dela. E, tudo bem, a gente sabe que é armação, mas acho que a Jeyne também gostava dele mesmo. Na série foi lindo, né? Tudo, o diálogo antes (que eu tenho minhas dúvidas se era verdade mesmo, ou se ela tava inventadno tudo aquilo), ele babando por ela (não só nesse, mas nos anteriores também...Richard Maddenlicious fez o papel direitinho), a amibientação, maquiagem, tudo! E eu também gosto mais da Talisa que da Jeyne. Nào lembro direito da Jeyne, mas adforo o jeito como a Talisa age, sem ser submissa e nem fútil. Adorei a primeira vez que ela apareceu, e já foi dando uma lição de moral no Robb...foi aí que ele gamou <3

O Jaqen...eu também adoro. Não ligava muito pra ele no livro, achava meio esquisito, mas com a série passei a gostar muito. Muito disso tem a ver com a interpretação do ator, excelente.

E a Ygritte é fantástica! AMO! Jon é outro que caiu de quatro logo de cara (ai, esses meninos do norte estão perdidos ;D). A atriz também é ótima, e me fez gostar mais ainda da personagem. Quero só ver ano que vem, quando ela mandar o Ghost pra lá...;D

Beijos!

CMachado disse...

Fefa,
História é fascinante, na minha época do ensino fundamental somente história do Brasil e ainda por cima decorar datas... e depois fiz ensino médio técnico, não tinha história no currículo... Imagina eu sem essa matéria? Coisa de ensino brasileiro...

Depois dessa lacuna na minha vida, aprendi tudo sozinha e nos 5 períodos de História que fiz...

A fuga no balão tinha lido sim sobre, como tinha muito esse negócio de honra e ética acho que eles nem imaginaram que Leon pudesse fugir no balão. (rsrs)
Bjk

Fefa, já assistiu o filme antigo, (vc comentou sobre) "A Felicidade não se Compra"? Quem não viu esse, não viu nenhum (rsrsr) esta na mesma categoria de E O Vento Levou
Como dizem por ai... Filmes p/ ver antes de morrer...

Fefa Rodrigues disse...

ORQUIDEA

Ainda não vi esse filme, mas já passei o nome pro Davi e ele vai baixar pra mim... ja vai pra lista dos filmes que vou ver nas férias!!!!

E O Historiador? Como vai a leitura? Cada vez mais empolgante, não???

Muitos mistérios a serem resolvidos!!!

CMachado disse...

Fefaaaaaa!!!
Terminei O Historiador!!!
Mas tanto suspense e o final ficou em suspense tb sobre como sabe??
Tava te esperando a sua resenha...

Penso que um clássico desses a escritora não poderia acrescentar como Drácula se transformou em um Vampiro...
Agora entendi porque o nome do livro é O Historiador...

Fefa, o que me deixou perplexa é mãe e filha serem descendente dele, por falar nisso queria tanto fazer minha árvore geneologica (rsrsr)
Bjk

CMachado disse...

Fefa,
gostei de ler o historiador, porque fala de Vlad, Drácula como o homem tb, li o Drácula clássico e simplesmente amei, agora tenho de ler a continuação do sobrinho de Bram Stoker... Não gosto das histórias de vampiros modernas, mas os clássicos desejo ler aos poucos Anne Rice, etc...
Bjk

Fefa Rodrigues disse...

Orquidea, eu nunca li nada de vampiros, O Historiador é o primeiro, mas acho que tbm prefiro os clássicos que as histórias moderas... aliás, eu ainda não terminei o livro, ondem foi o primeriro beijo entre Paul e Helen :o)

Estou louca pelo Dracula do bran Stocker agora

Neste fim de semana minha subrinha veio pra minha casa e ela me toruxe um livro novo do Zafon, O Prisioneiro do Céu... eu ia ler O Festim de Corvos na sequencia, mas acho que vou de Zafon, mesmo pq o livro não é muito grande!!!

E vc, oq está lendo???

CMachado disse...

Fefa,
Um livro que estou lendo rapidinho, suspense, fantasma... me prendeu a história...
Em Portugal, "O Décimo terceiro Conto" aqui "A Décima terceira História" (pelo menos a capa ta igual, bem bonita) sei que vou ler numa sentada, devo terminar amanhã ou depois...
Esse do Zafon, tb acredito que prenda a gente é suspense né.
Esse livro do Zafon ta na minha lista, essa semana estou p/ ir passear na livraria depois te falo se comprar...
Bjk
PS: Temos que ler depois Ines da minha Alma (Allende) rsrsrs a gente chega lá.

Nerito disse...

Oi, Fefa!

Achei essa história interessante... quem sabe não é uma ideia pra vc escrever seu romance histórico? rsrsrs...
Ah, sobre o livro 'As batalhas do Castelo', concordo com você. O mais legal no livro é que a profundidade do tema vem acompanhado por uma fala leve e muito divertida...

Abraço!

Nerito disse...

Oi Fefa, foi bem tranquilo. Eu fiquei sabendo pelo site da editora que havia várias coletâneas aguardando textos a serem enviados. Preenchi o formulário e o texto foi selecionado. Foi bem simples. Abraço!