terça-feira, 28 de fevereiro de 2012

O Motoqueiro Fantasma – O Espírito da Vingança


Segunda-feira, para mim, é dia de ir ao cinema! Por dois motivos, primeiro porque é mais barato e estou numa fase de economia para projetos futuros e segundo porque na segunda só vai ao cinema quem gosta mesmo de cinema, então, não é lotado como na quarta-feira, não tem gente chata conversando durante o filme ou gritando quando na telona aparece alguém em trajes menores. É por isso que segunda é o dia perfeito pra ir ao cinema!!

Também sou super fã de adaptações de HQ, não sou uma leitora de quadrinhos... fora A Turma da Mônica que eu lia quando criança, nunca li outras histórias, mas adoro heróis ganhando vida no cinema. Meu preferido é O Homem de Ferro, também gosto muito do Batman e A-M-E-I o Thor (que para mim é a personificação do Derfel!!).

 
Bem, ontem fui ver O Motoqueiro Fantasma, e quando o filme acabou, olhei para o Davi e só pude dizer “fraquinho, né!”. Achei a história tão pouco original, então o Davi me disse que a história do filme segue a história dos quadrinho, mas mesmo assim, acho que poderia ser melhor.

 
Faltou tudo no filme. Faltou romance, falou humor, a não ser por uma ou duas cenas mais engraçadinhas, faltou emoção, falou atores cativantes, faltou história.

O Nicolas Cage estava bem, os efeitos também foram legais, mas o enredo não ajudou! Já o garoto, Dany, muito antipático e a mãe dele Nádia, não tinha expressão, nem quando um enviado do capeta, que tinha o poder de destruir as coisas com o toque da sua mãe, pula sobre seu carro em movimento.



 
Um ponto positivo foi à forma como a história foi sendo narrada, alternando algumas cenas de desenho para explicar quem é o “espírito que possui o motoqueiro”, mas mesmo esta questão, para mim, foi muito clichê, além claro, do de sempre, o capeta em busca de seu filho para torná-lo o anticristo, o mal, que na verdade é bom, defendendo o mundo que os monges religiosos não conseguiram defender e, assim vai – certo, se baseia na HQ, mas mesmo assim gente!! Afinal, não fizeram umas 500 versões do Batman já, e mesmo assim o filme é bom?!

Bom, respeitando sempre as opiniões contrárias, não gostei do filme. Pra mim, sequer vale a pena assistir, ainda que seja alugado, baixado, pirateado... :o/

E agora, fico aqui, aguardando a próxima estréia!

Beijos
Fefa Rodrigues

3 comentários:

CMachado disse...

Oiiii!!
Como o Nicholas ta so se metendo ultimamente em filmes assim né ruim.
Estou doida p/ assistir (precisamos falar sobre Kevin), já ouviu falar?
Pois é aqui já ta passando mas, longe na zona sul.
Os outros já assisti!!
Bjk

Fefa Rodrigues disse...

OIe Orquidea... Esta rpecisamos falar sobre Kevin eu vi o treiler em algum lugar, mas não me lembro onde hehehe... mas me lembro q parecia bem de suspense né!!

Agora que vc me falou dele me lembrei e deu vontade de assitir... vou comunicar ao Davi pra ele baixar hehehehe

CMachado disse...

Esqueci de comentar, são tantos livros rsrs.
A Menina que Roubava livros é leitura inesquecível e quem conta é a morte, cuidado q no início fiz confusão depois entendi. Maravilhoso!!
Agora, simplesmente detestei, (A Menina que não sabia ler) aliás acredito que p/ pegar carona do sucesso do primeiro livro. Acho q esse título foi proposital...